A audiência pública ocorrerá às 9h30, no plenário 3.

A Comissão de Legislação Participativa realiza, nesta quinta-feira (23), uma audiência pública para discutir a eficácia dos softwares de controle parental na internet e a responsabilidade dos pais, do Estado e dos terminais fixos e móveis de acesso à internet sobre o conteúdo acessado e assistido por crianças e adolescentes.
 
O controle parental foi inserido na legislação federal com a sanção do Marco Civil da Internet (Lei 12.965/14) e assegurou aos pais mecanismo para impedir que os filhos acessem conteúdo impróprio para sua idade.
 
Para os deputados Leandre (PV-PR), Carmen Zanotto (PPS-SC) e Luiz Couto (PT-PB), autores do requerimento para realização deste debate, sua eficácia ainda gera dúvidas quanto ao efetivo controle sobre os conteúdos acessados por crianças e adolescentes.
 
“É de suma importância compreender até onde a tecnologia nos permite regular os conteúdos assistidos por esses jovens, de quem é a responsabilidade por essa regulação e qual a sua eficácia para o processo cultural e social em que vivemos, buscando sempre diminuir os prejuízos da extrema liberdade de conteúdos na internet para a formação psicossocial de crianças e adolescentes”, justificam os deputados.
 
Foram convidados para o debate representantes do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, do Google no Brasil, da Apple no Brasil e da Samsung.
 
Fonte: Câmara Notícias
Link Encurtado:
https://goo.gl/6zBDpB