O Projeto de Lei 9357/17 institui o Ano de Valorização e Defesa dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa; projeto foi aprovado no Plenário nesta quinta (01)

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quinta-feira (01), um projeto de autoria da deputada federal Leandre Dal Ponte (PV-PR) que institui 2018 como o Ano de Valorização e Defesa dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa. Este foi o primeiro projeto de lei aprovado, neste ano, entre os deputados do Paraná. No ano passado, Leandre foi a única entre os paranaenses a conseguir aprovar um projeto na Câmara dos Deputados.
 
A denominação do Projeto de Lei 9357/17 é uma referência à adesão do Brasil à Convenção Interamericana sobre a Proteção dos Direitos Humanos dos Idosos. O objetivo, de acordo com Leandre autora da proposição, é que o Ministério dos Direitos Humanos estabeleça uma programação nacional, durante este ano, para realizar ações que chame a atenção para a casa, como palestras e eventos sobre a defesa dos direitos da população idosa.
 
“A ideia de ficar velho não agrada ninguém. A ideia de viver muitos anos, com certeza, deixa todos muito felizes. Mas, a partir dos 60 anos, tanto eu como qualquer uma de vossas excelências vai experimentar a invisibilidade. Situação que, hoje, vivem milhões de brasileiros que foram abandonados por suas famílias, negligenciados pelo Estado, e muitas vezes violentados por nós, pessoas que com certeza contribuíram para que nós pudéssemos estar aqui hoje, fazendo leis sérias. Mas, principalmente, para fazer com que estas leis sejam cumpridas”, discursou a deputada Leandre em defesa da matéria.
 
A deputada Carmem Zanotto (PPS-SC), que relatou o projeto no plenário, elogiou o trabalho da deputada Leandre em defesa da população idosa no Brasil. “A deputada Leandre foi a que propôs a comissão permanente de defesa da pessoa idosa e tem dado excelentes frutos a partir dos debates e do olhar para esta população idosa, muitas vezes esquecida, violentada, abandonada, com dificuldades de acesso às políticas públicas em todas as áreas”, lembrou a deputada catarinense.
 
Carmem Zanotto também destacou e agradeceu a participação de Maria Socorro Medeiro de Moraes, Secretária Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, do Ministério dos Direitos Humanos, na elaboração do projeto de lei.
 
“Precisamos, mais do que nunca, olhar para esta população. A partir do nascimento, envelhecemos a cada dia. Precisamos nos preparar para o envelhecimento saudável. Parabéns, Leandre, pelas suas iniciativas pela população idosa. E que neste ano se compreenda e se divulgue a importância das políticas públicas, a importância de cuidar do Idoso”, concluiu a relatora.
 
Fonte: Assessoria de Imprensa
Link Encurtado:
https://goo.gl/oqXFoh