Representante da OPAS (Organização Pan-Americana de Saúde) esteve no Sudoeste para orientar municípios que pretendem buscar certificação da OMS

Representantes de 13 municípios da região Sudoeste participaram, nos últimos dias, de uma consultoria sobre o programa Cidade Amiga do Idoso com a representante da OPAS (Organização Pan-Americana de Saúde), Karla Lisboa. Ela fez uma avaliação do trabalho realizado e deu orientação aos gestores dos municípios que almejam o certificado de “Cidade Amiga do Idoso” pela OMS (Organização Mundial da Saúde). As reuniões aconteceram na sede da AMSOP (Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná).
 
No ano passado, o município de Pato Branco foi o primeiro do Paraná — terceiro do Brasil — a conquistar a certificação internacional. Foi a deputada federal Leandre Dal Ponte (PV-PR) quem desafiou a sociedade civil organizada e o poder público a preparar o município e garantir ambientes que acolham as alterações físicas e sociais decorrentes do envelhecimento e buscar a certificação.
 
Segundo Leandre, depois da conquista de Pato Branco, outros municípios do Paraná buscaram informações sobre o programa Cidades e Comunidades Amigáveis à Pessoa Idosa, da Organização Mundial da Saúde. Então, a assessora de projetos, Jovelina Chaves, tem ido aos municípios para apresentar o programa e explicar o processo de certificação.
 
De acordo com Jovelina, a vinda da representante da OPAS foi importantíssima para os municípios que poderão iniciar o processo de certificação no futuro. “Todos os municípios que participaram da consultoria tem um grande potencial para, futuramente, buscar a certificação de Cidade Amiga do Idoso”, reforçou a assessora parlamentar.
 
Para a representante da OPAS, Karla Lisboa, os municípios estão bem preparados, organizados, e alguns com a organização das informações necessárias para iniciar o projeto bem adiantada.
 
Participaram das reuniões secretários de saúde, de assistência social, representantes de clubes de serviço (Rotary e Lions), e representantes dos conselhos municipais da pessoa idosa de Santa Tereza d´Oeste (no dia 10), Realeza, Renascença, Bom Sucesso do Sul, Santo Antônio do Sudoeste, Bela Vista Caroba, Dois Vizinhos, Chopinzinho, Saudade do Iguaçu, Nova Esperança do Sudoeste, Sulina, Itapejara d´Oeste, Pato Branco e Coronel Vivida.
 
EBAPI
 
Karla também aproveitou o encontro com os gestores municipais, principalmente os que trabalham diretamente com a assistência social, para falar sobre o EBAPI (Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa), um programa do Governo Federal coordenado pelo Ministério de Desenvolvimento Social (MDS) e que dialoga com os objetivos da Organização Mundial da Saúde, que é amenizar os impactos decorrentes do envelhecimento da população.
 
Fonte: Assessoria de Imprensa
Link Encurtado:
http://bit.ly/2MTQlwu