O Ministro da Justiça, Sérgio Moro, e mais dez órgãos assinaram em Brasília o Pacto pela Implementação de Políticas Públicas de Prevenção e Combate à Violência contra as Mulheres

No dia em que a Lei Maria da Penha completa 13 anos, esta quarta-feira (7), a deputada federal Leandre Dal Ponte (PV-PR) participou, no Ministério da Justiça, da assinatura do Pacto pela Implementação de Políticas Públicas de Prevenção e Combate à Violência contra as Mulheres.
 
Na ocasião, o ministro Sérgio Moro e mais dez órgãos ligados à causa assinaram o Pacto, que tem como principal objetivo a articulação entre diversos atores do poder público para desenvolver ações de prevenção e combate à violência contra as mulheres. Caberá ao MJSP, por meio da Secretaria Nacional de Justiça (Senajus), a coordenação das ações do Pacto, em parceria com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).
 
Logo após a cerimônia, Leandre conversou com a secretária Nacional de Justiça, Maria Hilda Marsiaj Pinto e com a secretária Nacional de Políticas para Mulheres, Cristiane Rodrigues Britto. De acordo com a secretária, o pacto foi uma sugestão da deputada Leandre durante reunião do comitê multissetorial de enfrentamento à violênia contra a mulher, no Ministério da Justiça. 
 
Para a deputada paranaense, o Pacto pela Implementação de Políticas Públicas de Prevenção e Combate à Violência contra as Mulheres é um passo importante na garantia dos direitos e do empoderamento das mulheres. “Mas precisamos de estratégias para avançarmos não apenas no combate à violência e no aprimoramento do ordenamento jurídico sobre o tema, mas também precisamos trabalhar as causas da violência, com ênfase na educação para a prevenção”, ponderou Leandre.
 
Ela lembrou que, em Julho deste ano, as vereadores e deputadas do Paraná assinaram o Pacto Pelo Enfrentamento à Violência Contra a Mulher no Estado do Paraná. O documento define metas e a coordenação de esforços pela realização de ações preventivas de combate à violência doméstica nos municípios, além de incentivar e promover a implantação da Procuradoria da Mulher nas Câmaras Municipais, com o intuito de aprimorar a rede de proteção à mulher no Estado.
 
“Vamos trabalhar para que as ações de combate à violência cheguem mais perto das pessoas. Pois é nas cidades que as mulheres moram e é lá que, infelizmente, a violência acontece. Precisamos não apenas encorajar as mulheres a denunciarem, mas também garantir que, após as denúncias, elas serão protegidas pelo Estado”, observou Leandre.
 
Fonte: Assessoria de Imprensa
Link Encurtado:
http://bit.ly/31ogbLv