Ao longo dos últimos quatro anos, a correção dos valores repassados às UTIS localizadas em hospitais do interior chega perto dos R$ 92 milhões

Desde o primeiro ano de mandato, defender as instituições que trabalham pela saúde foi uma das bandeiras da deputada Leandre (PV-PR) na Câmara dos Deputados. Ainda em 2016, ela lutou e conseguiu uma portaria do Governo Federal para equiparar o valor recebido pelas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) localizadas no interior do município ao valor repassado às UTIs das capitais.


“As UTIs do interior recebiam menos da metade do valor pago pelo Governo Federal àquelas localizadas na capital.  Então, defendemos um projeto para equiparar estes valores. Na época, foi um acréscimo perto de R$ 23 milhões, ao ano, só para os hospitais da Região Macro Oeste”, relembrou Leandre.
 


Para resolver a demanda histórica dos hospitais do interior, na época, o Ministério da Saúde publicou duas portarias, aumentando o repasse anual. Desta maneira, ao longo dos últimos 4 anos os hospitais credenciados localizados nas regiões Oeste e Sudoeste do Paraná tiveram uma correção de repasses do governo federal que chega perto dos R$ 92 milhões.

“Nos últimos três meses, o Brasil enxergou a importância de um leito de UTI nos tratamentos de saúde. Essa era uma preocupação que nós já tínhamos já em 2016, pois naquela época alguns hospitais chegaram a ameaçar o encerramento das atividades, caso não houvesse a correção”, contextualizou a deputada.

 
Fonte: Assessoria de Imprensa
Link Encurtado:
https://bit.ly/2BNu5iT