São cerca de 150 instituições de longa permanência de idosos beneficiadas em todo o Estado; no Brasil, foram 2.115 instituições foram contempladas com o recurso

Por volta de 150 instituições de longa permanência de idosos de todo Paraná foram contempladas com R$ 12 milhões, em recurso emergencial do governo federal, para ações de prevenção e promoção da saúde durante a pandemia. O recurso foi criado após aprovação da Lei 14.018/20, de autoria da deputada federal Leandre Dal Ponte (PV-PR).

Em todo o Brasil, foram beneficiadas 2.115 instituições em todo o Brasil. No total, 68.732 pessoas idosas em situação de asilamento serão beneficiadas. Cada instituição, receberá R$ 2.327 por idoso acolhido.

De acordo com a deputada paranaense, esta é a primeira vez que muitas instituições de longa permanência de idosos recebem algum recurso do governo federal. Segundo informação da própria Câmara dos Deputados, o Executivo já concluiu os pagamentos dos R$ 160 milhões destinados ao auxílio às instituições de longa permanência para idosos na pandemia em todo o Brasil.
 
“Muitas instituições jamais haviam recebido recurso do governo federal. Temos visitado os municípios e os responsáveis pelos asilos fazem questão de agradecer o recurso, que vem em boa hora e será importantíssimo para realizar ações de promoção de saúde das pessoas e profissionais que vivem e trabalham nos asilos”, discorreu Leandre.

De acordo com Berenice Reis Kopstein, diretora e assistente social do Lar dos Velhinhos de Palmas, no Sudoeste do Paraná, este recurso é extremamente importante para a entidade.
 
“O Lar dos Velhinhos Nossa Senhora das Graças agradece imensamente a deputada Leandre por todo o apoio, o carinho, e compreensão dos nossos idosos. Essa proposta da deputada foi pensando no bem-estar dos idosos de todo o País. E agora vamos receber este auxílio emergencial. Então, só temos a agradecer a deputada Leandre pelo seu trabalho, sempre pensando nos grupos mais vulneráveis da sociedade, e buscando políticas públicas para dar atendimento aqueles que realmente necessitam”, agradeceu.

Capacitação

Para garantir a boa aplicação e gestão dos recursos, gestores das ILPIs contempladas podem se inscrever em curso de educação financeira. A capacitação gratuita ocorrerá na modalidade de educação a distância, por meio de plataforma da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), em parceria com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).
 
“O curso vai fornecer conhecimento e subsídios necessários para uma administração financeira eficiente, eficaz e efetiva. Nós queremos dar todo o suporte para que essas instituições façam o melhor uso possível dos recursos que receberam”, afirmou o secretário nacional de promoção e defesa dos direitos da pessoa idosa, Antonio Costa.
 
 
Fonte: Assessoria de Imprensa
Link Encurtado:
https://bit.ly/356rtJk